Design Biofílico: o que é e por que importa?

Você já se rendeu à tranquilidade da natureza em busca de alívio ou relaxamento? Como você se sente caminhando nas montanhas ou correndo à beira-mar? O vasto oceano, as florestas exuberantes e os riachos o deixam pasmo ou à vontade? Passar alguns minutos fora de casa afeta seu humor?

A natureza costumava estar ao nosso redor. Tecnicamente, ainda está, embora a qualidade da natureza que nos rodeia tenha mudado. Em 2020, 56,2% da população mundial vivia em um ambiente urbano.

Este cenário representa um resultado de nosso comportamento social atual. À medida que continuamos a nos mover em direção aos centros urbanos das cidades e a passar mais tempo em ambientes fechados, nossa interação diária com a natureza está diminuindo.

Em última análise, dados de pesquisas voltadas à saúde afirmam que isso tem aumentado nosso potencial de impactos psicológicos e fisiológicos. E como podemos reverter essa tendência e melhorar o bem-estar geral de nossas comunidades?

Um conceito contemporâneo é o design biofílico, uma abordagem estratégica para explorar – e aproveitar – a natureza nos ambientes construídos.

O que é design biofílico?

A biofilia propõe que a maioria dos humanos tem um amor inato pela natureza – ansiamos por ela e, sem nos conectarmos com ela, nossa saúde poderia ser prejudicada. Portanto, o design biofílico é uma solução aplicada para apaziguar esse desejo pela natureza, integrando elementos e processos naturais ao ambiente construído.

O design biofílico pode ser implementado em nível de comunidades, edificações ou pequenos projetos. E, se feito da maneira certa, o design deve causar um forte impacto positivo em nossa saúde e bem-estar.

O grande desafio é definir claramente o design biofílico e como as pessoas podem ou não responder às suas muitas oportunidades. Muitos pesquisadores caracterizaram o design biofílico e identificaram o que acreditam constituir um espaço assim adjetivado.

Dois líderes de pensamento, Stephen Kellert e Elizabeth Calabrese, categorizaram recentemente as estratégias em três experiências principais: experiência direta da natureza, experiência indireta da natureza e experiência de espaço e lugar.

O design biofílico e as experiências diretas da natureza

No ambiente construído, as experiências diretas da natureza referem-se a plantas, luz, água – qualquer aspecto que forneça contato direto com elementos verdes. Pode até incluir o movimento natural do ar.

– As plantas são benéficas porque são organismos vivos que respiram. Estudos têm mostrado que o contato com plantas aumentam a criatividade, o desempenho e a produtividade – algo que desejamos aumentar em nosso escritório e ambientes domésticos.

– Visões da natureza direta e o contato com a luz do dia também têm um forte impacto na psicologia ambiental. Em 1984, Roger Ulrich conduziu um estudo que postulou que os pacientes com vistas da natureza verde se recuperaram mais rápido do que aqueles que viram uma parede de tijolos.

– O fluxo de ar também desempenha um papel importante no design biofílico. Incorporando o fluxo de ar natural a um edifício, ajuda-se a completar o ambiente natural.

O design biofílico e as experiências indiretas da natureza

Além dos elementos óbvios – e diretos – do design biofílico, também existem oportunidades para fornecer experiências indiretas da natureza. É aqui que algumas estratégias muito interessantes entram em jogo, como materiais naturais como madeira e terra, ou mesmo imagens da natureza.

As experiências indiretas fornecem soluções excelentes para espaços onde as plantas não são desejadas ou vistas da natureza e o acesso a uma janela não são viáveis.

– Sons e cheiros contribuem para uma experiência biofílica multissensorial. Embora a maioria das pesquisas tenha se concentrado no sentido visual, os sons e cheiros naturais também têm um papel a desempenhar no projeto e nas operações de construção.

Considerando que a visão e o toque são muito controlados pelo indivíduo, as experiências indiretas nem sempre são tão controláveis. Eles podem ser benéficos, desde que o local específico, o grupo de usuários e a duração do uso tenham sido considerados cuidadosamente.

A NEWPROPERTIES e o design biofílico

Com mais de 30 anos em conhecimento e atuação no mercado imobiliário, a NEWPROPERTIES tem se adequado ao longo dos anos com o que há de melhor em processos de construção civil, visando o conforto e bem-estar dos nossos clientes.

Nesta linha, nos últimos anos, viemos embarcando o design biofílico aos nossos projetos. Convidamos você a conhecer nossas oportunidades, assim como nosso conceito WALK, que visa a integração do edifício com sua localização, permitindo que o morador desfrute do que há de melhor no local sem a necessidade de um veículo.

Entre em contato hoje mesmo e saiba mais.

Quer saber mais sobre este e outros assuntos do ramo imobiliário? Acesse nosso blog e mantenha-se atualizado.

 

Artigos afins

Nenhum artigo relacionado